QUALIFICAÇÃO PROFISSIONALMoradores de condomínios populares concluem etapas de cursos de Empreendedorismo Individual

19 / Dez / 2018 - 18:19

Sebrae e a Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, encerraram os módulos dos Cursos de Micro Empreendedorismo Individual, etapa 2018.

Realizadas desde agosto deste ano, as Oficinas foram elaboradas para atender moradores/beneficiários de condomínios populares do Programa Minha Casa Minha Vida. Os módulos são realizados no Espaço de Convivência do Condomínio Porto Madero IV, atendendo uma turma de 20 alunos, dentre eles motorista de Uber, panificação, estética, vendedores de produtos de beleza e outros, que já atuam como microempreendedores e que buscam qualificação para gerenciar com mais eficácia o seu negócio. A maioria é formada por mulheres, mães de família.

A Secretária da SEMUR, Márcia Luna, explicou que a parceria com o Sebrae iniciou em abril deste ano, com a realização de atividade específica às mulheres moradoras dos Empreendimentos, dentre elas o Curso de Gestão Empresarial Modalidade de Empresas, ministrado pela consultoria do Sebrae. “Durante esse evento percebemos a necessidade de construirmos uma agenda positiva para atender a demanda apresentada naquele momento, no intuito de preparar um número maior de famílias beneficiárias dos empreendimentos para o mercado de trabalho, dando oportunidade de qualificação, emponderamento de seu negócio e o resgate de sua autoestima”, destacou a Secretária.

Para o consultor do Sebrae, Francinelson dos Santos, a turma já se mostra bastante segura e apta para garantir sucesso em seus empreendimentos, diferente das primeiras oficinas. "Percebemos que a maioria dos alunos eram inseguros por falta de conhecimentos básicos de controle financeiro. Muitos já estão pondo em prática em seus negócios e já relatam suas experiências com entusiasmo", conclui Francinelson.

Oportunidade e superação.

A beneficiária Claudecy Freitas, moradora do Empreendimento Porto Madero I, participa deste Projeto desde a primeira oficina, junto com sua filha, Raíssa Silva. Segundo Dona Claudecy, os cursos estão sendo fundamentais para que ambas aprimorem os conhecimentos sobre a gestão financeira da área em que pretendem atuar. Claudecy lembra que trabalhava na área de estética, mas que infelizmente sofreu um acidente e fraturou seu braço, limitando seus movimentos, o que a impede de digitar e escrever.

Raíssa, filha de Claudecy, cresceu demonstrando aptidão pelo ramo, e hoje faz Faculdade de Estética. Para ela os cursos foram a oportunidade de se preparar para, junto com sua mãe, gerenciar um negócio próprio.

Foi pensando nisso que Raíssa encorajou a mãe a participar das Oficinas Sei Empreender, e desde então passaram a estudar juntas, inclusive, fazendo os trabalhos de faculdade. “Eu não consigo digitar e escrevo com dificuldade, mas ajudando minha filha com seus trabalhos e ela me ajudando nas oficinas, eu aprendo de tudo um pouco. Esses cursos estão sendo fundamentais como complemento para nosso Projeto de Vida. Foi a oportunidade que precisávamos para superar alguns contratempos nesses últimos anos, e não desistir de nossos sonhos”, destacou a beneficiária.

Fonte: SEMUR

Sei - Empreendedor Individual

22 / Dez / 2018 - 13:09

Parceria SEMUR e Sebrae

.